Colo, dá, ou não dá? Eis a questão

Sempre nos questionar: Colo, dá, ou dá? Eis a questão que sempre assola pais e mães ao longo da primeira infância das crianças. Há sempre algum pitaqueiro por perto dizendo que o colo deixa a criança mimada, que faz mal e tal. Segundo diversos especialistas em psicologia infantil o colo faz parte da formação da segurança do seu pequeno (a).

As crianças ficam 9 meses sentido-se abraçados e acolhido dentro da barriga das mães. Próximo dos batimentos cardíacos, em movimento e próximo da voz materna. O colo traz uma sensação próxima que aproxima desse acolhimento. Assim sempre que seu filho buscar se sentir seguro e acompanhado ele irá pedir seu colo.

A psicóloga Christine Bruder, criadora do Centro de Desenvolvimento para bebês de 0 a 3 anos, o Primetime Child Development explica que com o colo os pais podem ensinar a criança a se acalmar. Quando pequena ela não entende, nem controla sentimentos e sensações como sono, frio, frustração, fome, cansaço, tédio, raiva… Tudo é novo e está em formação, desenvolvimento. Ela ressalta ainda que o tom de voz é primordial para desacelerar a respiração e enfim acalmar a criança.

Não estou isentando a família a ficar atenta no momento que elas nos pedem colo, principalmente as mais velhas. Quando elas sentirem qualquer incômodo, seja físico, ou emocional elas não sabem explicar o porque desse sentimento. Por isso irão procurar o seu afeto. Agora se essa solicitação for muito frequente, é necessário investigar o que está levando o seu filho (a) a buscar sempre esse apoio. Há momento que é necessário atém mesmo  a ajuda de um especialista para um conselho psicológico mais assertivo.

Outra dica que devemos nos atentar é que essa busca seja focada na necessidade da criança, nunca para suprir as carências dos adultos. Afinal o colo é acolhedor para todos, não é mesmo?

É como sempre reforçamos aqui, para educar uma criança não há regras nem modelos. É preciso ficar atento como cada um se desenvolve e evolui conforme a o estímulo que receber. Afinal até na mesma casa, em famílias numerosas, cada filho é único. Com uma única evolução e interpretação do ambiente a sua volta.

Como é aí na sua casa? Tem alguém sempre pedindo um colinho, ou são mais independentes? Conta aqui pra gente! Não esqueçam que estamos desenvolvendo um grande Encontro Ser Mãe, para as famílias, um evento acolhedor e agradável para toda a sua família. Fique ligado pois já iremos divulgar as datas!

Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s