A vida não vem com manual. Como lidamos com as escolhas que fazemos?

As escolhas que fazemos ao longo da vida nos revela muito sobre o que somos hoje. Já erramos muito , já acertamos muito e assim vamos construindo um pouco de nós ao longo da nossa jornada aqui na Terra.

Em uma certa parte da vida, temos que escolher qual profissão seguir.  Se vamos viajar primeiro , passar alguns meses no exterior para conhecer culturais diferentes. Se mergulhamos de cabeça em um relacionamento amoroso, baseado em respeito, confiança e outros valores. Se vamos viver para realizar sonhos da infância, entre outros diversos tipos de escolhas. Enfim,  fazemos escolhas desde a hora que levantamos até a hora de dormir.

Ao chegar o momento de escolher, pode ser que no primeiro momento se mostre a mais adequada para aquele momento, mas com o tempo podemos perceber que não foi a melhor escolha. Tem escolhas que trazem resultados rápidos e esperados ou não, ou levam tempo para dar resultados.

No caso , de escolher dividir a vida com o outro, onde se doar e receber vão fazer parte da vida a dois até o tempo que for bom para os dois. Pode ser por um mês, por um ano, por uma década, ou até o que partir primeiro. Cada relacionamento tem sua intensidade e seu prazo de validade.

quem-voce-foi-quem-voce-e-e-quem-voce-vaise-tornar-saotres-pessoas-completamente-diferentes                  foto perfil da fan page ser mãe

  www.lojasermae.com.br

Mas quando escolhemos construir uma família a dois, seja pelo casamento ou por união estável, a responsabilidade aumenta pois não trata apenas das nossas escolhas estamos lidando com a vida de outras pessoas também, e desta forma vamos encontrar muitos obstáculos pelo caminho. Primeiramente , é a convivência a dois do casal, sendo necessário a fase de adaptação ao limite do outro, ao jeito do outro de fazer as coisas, entre outros.

Segundo, o cotidiano do casal também são feitas de escolhas. E são nessas escolhas que é preciso ter cuidado e respeito para não invadir de mais a vida do outro. Conversando a gente se entende, pode acreditar! Separar um dia para o casal fazer programa a dois, enriquece a relação e a aproximação.

Terceiro, a escolha de se ter filhos ou não. Essa decisão é muito bom estar alinhada entre o casal para que não haja desentendimento futuros. É importante que ambos tenham a consciência, amadurecimento e desejos de construir algo juntos em prol da sua família.

Poderia elencar o quarto, o quinto, o sexto obstáculo. Enfim, são infinitos os obstáculos e as escolhas que passamos ao longo da vida, seja no aspecto pessoal e profissional. Desta maneira, aprendemos com nossos erros e comemoramos os acertos. Uma coisa é certa ninguém sai perdendo. Viver é uma constante aprendizagem seja para nós mesmo ou para o outro que aprende com os erros e acertos de outra pessoa.

Então, é preciso ter mais leveza e clareza de quem  somos, para onde queremos ir, com quem queremos ir. Dali para frente, é acreditar nas escolhas, acreditar em você, e seguir a vida seja a dois – você e seu marido, ou com filhos, aí será a três (um filho), a quatro (dois filhos), a cinco (três filhos)…rsrsrsrs.

E para quem escolhe a Maternidade, você é um ser iluminado e que pensa além de você, do seu bem estar! Sinto a maternidade como uma benção! Pela minha experiência , digo que é um aprendizado constante e de muito amor!

E você sabe lidar bem com as escolhas que faz?

Comente  aqui !

Até a próxima!

Conheça nosso site de brinquedos educativos www.lojasermae.com.br

www.lojasermae.com.br (44)

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s